O JOGO

Vendramini vê Unimed forte para jogos no Equador

IMG_2029

Gil Justino é uma das jogadoras à disposição de Vendramini

Por Zaramelo Jr.

O Jogo | 2015, 26 de maio

A delegação da ADCF Unimed viaja na madrugada de quarta-feira (27) para Milagro, no Equador, onde disputará a fase de grupos do Campeonato Sul-Americano de Clubes de Basquete Feminino. Os jogos acontecem durante o final de semana e os adversários da equipe de Americana são Leones de Quilpué, do Chile; Bolívia Basket, da Bolívia; e Uruguay Basket, do Equador. Os dois melhores garantem vaga na fase final, prevista para outubro, em sede ainda a ser definida.

Após conquistar o tricampeonato da Liga Nacional, mês passado, a ADCF Unimed perdeu as pivôs Clarissa Santos e Damiris Dantas, que foram disputar a WNBA nos Estados Unidos. A recomposição foi feita com as contratações de Fabi Caetano e Bárbara Bazílio, que estavam no São José e no Barretos, respectivamente. Também foi repatriada a lateral Iza Sangalli, que jogou a Liga por Jaraguá.

Apesar das mudanças, o técnico Antônio Carlos Vendramini está otimista e vê a ADCF Unimed com “time forte” para disputar a fase de grupos do Sul-Americano. “Claro que não vamos conseguir jogar no mesmo nível que terminamos a Liga, mas a equipe está bem preparada e em condições de fazer um bom campeonato”, afirmou. “As meninas que chegaram estão devidamente enquadradas ao nosso sistema de trabalho e a expectativa é muito positiva”, salientou o treinador.

Além de Fabi Caetano, Bárbara Bazílio e Iza Sangalli, Vendramini também contará no Equador com as laterais Karla Costa, Patricia Chuca, Palmira Marçal e Ariadna Felipe; as armadoras Babi Honório e Joice Rodrigues; e a pivô Gil Justino.