O JOGO

Théo amplia vantagem na liderança com vitória no San Marino

Théo Trevisani ganhou a terceira etapa do Pé de Chumbo, sábado, em Paulínia

Théo Trevisani ganhou a terceira etapa do Pé de Chumbo, sábado, em Paulínia

Théo Pioli Trevisani foi o vencedor da terceira etapa da temporada 2019 da Copa Sópneus Goodyear Pé de Chumbo, na manhã de sábado (11), no Kartódromo San Marino, em Paulínia. Ele venceu a primeira bateria e foi o segundo colocado na segunda, totalizando 57 pontos – de quebra, levou 1 ponto de bonificação pela volta mais rápida do dia.

Com o resultado, Théo chegou a 166 pontos e ampliou a vantagem na liderança, que antes da rodada era de apenas 3 pontos e agora subiu para 12 – Douglas Pitoli e Giovanni Pamfílio aparecem logo atrás com 154 pontos.

O piloto #27 está satisfeito com seu desempenho, mas ressalta que a disputa está apenas no início – há ainda sete etapas pela frente – e é necessário manter o nível de competitividade para seguir na luta pelo título.

Na Light do Pé de Chumbo, Cândido Santos Neto (Garotinho) venceu pela terceira vez consecutiva no ano e disparou na liderança com 114 pontos. No geral em Paulínia, já que o campeonato tem grid único, ele foi o 13º na primeira corrida e 8º na segunda, sendo o melhor da categoria nas duas baterias.

A vantagem do piloto #29 para o vice-líder, que era de 13 pontos quando Mayckon Mota ocupava a posição, agora subiu para 29 em relação a Éderson Fernando Rodrigues, que saltou para o segundo lugar.

A quarta etapa do PD´Chumbo, penúltima do calendário do primeiro semestre, está agendada para o dia 1º de junho, em Limeira.

CORRIDAS

Mais rápido na tomada de tempos, Théo Trevisani largou na pole position da primeira corrida no San Marino. Durante algumas voltas, foi pressionado por Rogério Pompermayer e Marcel Torina, mas manteve-se seguro à frente do pelotão e recebeu a bandeira quadriculada da vitória completando aos 20 voltas em 17m58s008, vantagem de 3s109 sobre Marcel, que chegou em segundo, e de 7s825 sobre Pitoli, que foi o terceiro.

Na segunda corrida, com grid invertido entre os oito primeiros da bateria inicial, quem saiu na pole foi William Saura, com Pompermayer a seu lado na primeira fila. Não demorou muito para Pompermayer assumir a ponta.

Depois de largar na quarta fila e realizar uma série de ultrapassagens, Théo colou em Pompermayer e na 13ª volta conseguiu chegar à liderança da prova. No entanto, quatro voltas depois, Pompermayer recuperou a posição e ali permaneceu até fechar as 19 voltas em 17m38s087, apenas 0s069 à frente de Théo.

Na somatória das duas baterias, Théo Trevisani foi o vencedor da rodada com 57 pontos, seguido por Rogério Pompermayer (52), Douglas Pitoli (50), Alberth Janjon (50) e Giovanni Pamfílio (49). Na classificação geral do campeonato, Théo somou o ponto extra pela volta mais rápida (51s330 na 16ª passagem da corrida 1).

Na Light, o pódio em Paulínia teve Cândido Santos Neto, primeiro colocado com 38 pontos; Oswaldo Delfim Nogueira (Oswaldinho), segundo com 35; Paulo Rosa, terceiro com 32; Alexandre Bassora, quarto com 30; e Ederson Rodrigues, quinto também com 30.

CLASSIFICAÇÃO

Após três etapas, a Copa Sópneus Goodyear de Kart Pé de Chumbo apresenta a seguinte classificação, já considerados os critérios técnicos de desempate:

Pilotos                      Pontos

1º) Théo Trevisani           166

2º) Douglas Pitoli           154

3º) Giovanni Pamfílio        154

4º) Alberth Janjon           147

5º) Rogério Pompermayer      128

6º) André Gonçalves          125

7º) Marcelo Marusso          114

8º) Cândido Neto             114

9º) William Saura            106

10º) Marcelo Torina          93

11º) Carlinhos Carrion       90

12º) Ederson Rodrigues       85

13º) Patrik Camargo Neves    84

14º) Oswaldinho Nogueira     83

15º) Rafael Contatto         78

16º) Alexandre Bassora       78

17º) Paulo Rosa              73

18º) Fernando Santo André    71

19º) Ivan Dantas             69

20º) Mayckon Mota            63

21º) Marcelo Contatto        57

22º) Pedro Marusso           55

23º) Fábio Santarosa         55

24º) Carlos Valladão         55

25º) Carlos Barbosa          51

26º) André Moraes            49

27º) Rodrigo Ferraz          42

28º) Sérgio Seleghini Jr.    29