O JOGO

Sandro Hiroshi conquista título no Brasileiro de Tiro

Éverton Jorge, manager do CAT, e o campeão Sandro Hiroshi

Éverton Jorge, manager do CAT, e o campeão Sandro Hiroshi

O ex-jogador de futebol Sandro Hiroshi continua mostrando que, de fato, é bom de mira. Competindo pela equipe do CAT (Clube Americanense de Tiro), ele conquistou, no início do mês, o título do Campeonato Brasileiro na classe Senior C da modalidade de fossa olímpica. A etapa final aconteceu nas pedanas do Clube de Caça e Tiro de São Paulo, em Santana de Parnaíba.

O campeonato teve 10 etapas ao longo do ano, mais a final com pontuação dobrada, passando por Curitiba (PR), Caxias do Sul (RS), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Chapeco (SC), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG) e Santa Luzia (MG).

Sandro Hiroshi, que mora em Americana, fechou a temporada com 775 pontos e sagrou-se campeão mesmo sem ter participado de todas as etapas do ano. O segundo colocado foi Marlos Alberti, do Paraná, que chegou a 748 pontos.

A partir de 2015, o ex-atacante de times como Rio Branco, São Paulo e Flamengo passará a competir na Senior A da fossa olímpica. “O grau de dificuldade será ainda maior, pois vou atirar com um pessoal que tem experiência de 10, 15 anos no esporte e que faz resultados olímpicos. Esse primeiro ano será de adaptação”, disse Hiroshi.

Recentemente, durante clínica no CAT, Sandro Hiroshi recebeu elogios do italiano Carlo Dana, que já foi técnico da seleção brasileira. “Ele disse que por ter jogado futebol e  convivido com a pressão por resultados, minha concentração é muito boa. Por isso, enquanto a maioria dos atiradores demora até cinco anos para chegar no topo, eu posso conseguir num prazo bem menor, em até dois anos”, revelou Hiroshi.

Zaramelo Jr. / O Jogo – 16, dezembro de 2014