O JOGO

Pompermayer é o virtual campeão do Pé de Chumbo

Pompermayer abre vantagem expressiva e inédita na liderança

Pompermayer abre vantagem expressiva e inédita na liderança

A etapa no Parque Temático Beto Carrero, em Penha, Santa Catarina, a penúltima da temporada 2015, praticamente definiu Rogério Pompermayer como campeão da 10ª edição do Campeonato de Kart Pé de Chumbo – Super Copa Colégio Objetivo Americana. Segundo colocado na rodada, o piloto do kart 23 abriu 50 pontos de vantagem para o vice-líder Nino Rigue, que foi apenas o oitavo no litoral norte catarinense.

Nunca na história do PDC um piloto chegou à final com vantagem tão expressiva como Pompermayer. A última etapa será no dia 14 de novembro, no kartódromo de Nova Odessa. A situação do líder do campeonato é extremamente confortável e somente o acaso para tirar o título de suas mãos.

Na pior das hipóteses, Pompermayer precisa de apenas mais 15 pontos para ser campeão – ele alcança esse número se for o 12º colocado na primeira bateria da última etapa. Isso desde que Nino vença as duas baterias em Nova Odessa. Dependendo do que seu único concorrente fizer na pista, a necessidade de pontuação do líder de 2015 será ainda menor.

Ao longo do ano, o pior desempenho de Pompermayer foi na terceira etapa, em maio, no Kartódromo Aldeia da Serra, em Barueri. Lá, ele fez 48 pontos, ou seja, três vezes mais do que necessita agora para escrever seu nome na galeria de campeões do Pé de Chumbo.

LIGHT

Separados por apenas 8 pontos, Kaique Melo e Bruno Trevizam decidem o título da divisão Light do Pé de Chumbo na última etapa, dia 14 de novembro, em Tupi. Kaique está na liderança com 252 pontos, enquanto Bruno aparece em segundo lugar com 244. Ao contrário da Pró, que tem Rogério Pompermayer como campeão virtual, aqui a disputa ainda está am aberto.

Como as duas divisões correm juntas, eles não têm como ficar pensando muito em projeções matemáticas. Pela pontuação, a situação de Kaique é mais favorável. Basta chegar à frente para ser campeão. Bruno precisa vencer e torcer para que o adversário termine a etapa algumas posições atrás.

Texto: Zaramelo Jr. > O JOGO

Fotos: Marcelo Faé Ferreira > PDC