O JOGO

PM veta DV e Rio Branco terá de jogar em Jundiaí

Roger disse que Téo já foi comunicado sobre o veto do estádio

Roger disse que Téo já foi comunicado sobre o veto do estádio

A Polícia Militar vetou o Estádio Décio Vitta, em vistoria realizada na manhã desta segunda-feira (26). De acordo com informações do vice-prefeito e secretário de Esportes Roger Willians, o veto se deu em razão de problemas no muro que fica ao lado da TV TodoDia.

“Uma parte (do muro) está caída e outra está com  a estrutura comprometida. Não é uma área de acesso de torcedor, mas é perigosa e o material pode servir para confrontos entre torcidas. Por isso, a PM vetou. Já avisei ao Téo (Feola, presidente do Rio Branco) sobre o veto”, disse Roger ao O Jogo.

“Não é querer ficar o tempo todo falando das administrações anteriores, mas esse problema do muro já era do conhecimento desde o ano passado e ninguém fez nada. Conseguimos executar as obras internas no estádio em tempo recorde e houve a aprovação, tanto da PM como do Corpo de Bombeiros. Ai quando a vistoria foi feita na parte externa, constatou-se esse problema no muro. É lamentável”, desabafou o dirigente.

Roger Willians disse que tentará, através de força-tarefa entre as secretarias de Esportes e Obras, deixar o Décio Vitta em condições para nova vistoria num prazo de 10 dias.

Com isso, o jogo do Rio Branco contra o Velo Clube, sábado (31), na abertura da Série A2 do Campeonato Paulista, será realizado no Estádio Jaime Cintra, em Jundiaí. A expectativa é que a prefeitura consiga liberar o Décio Vitta para a partida contra o Oeste de Itápolis, marcada para o dia 11 de fevereiro.

Zaramelo Jr.

O Jogo | 2015, 26 de janeiro