O JOGO

Planeta Bola: A distância fica cada vez maior

O JOGO_PLANETA BOLA

– Foram anunciados os nomes dos 20 finalistas ao prêmio de Golden Boy 2019, premiação concedida ao melhor jogador sub-21 da Europa, mediante votação entre 40 renomados jornalistas.

– Entregue pelo italiano Tuttosport desde 2003, premia jogadores que atuem por times das primeiras divisões do Velho Continente e tenham se destacado na última temporada.

– Entre os brasileiros, cada vez sendo exportados ao poderoso futebol europeu mais jovens, os únicos vencedores até hoje foram Anderson (Manchester United – 2008) e Alexandre Pato (Milan – 2009).

– Entretanto, devido ao que tenho falado há meses, a distância entre os nossos jovens e os jovens europeus está se tornando cada vez maior, e, com toda sinceridade que me é peculiar, teremos sucessivamente mais dificuldades para engatar um vencedor do prêmio individual.

– Vou me valer da lista deste ano para lhes convencer de meu pensamento.

Vinicius Junior– O Brasil engatou dois representantes entre os 20 finalistas, ambos ponteiros do Real Madrid: Vinicius Jr (ex-Flamengo – foto) e Rodrygo (ex-Santos).

– Apesar de serem ótimos jogadores, ambos oscilam entre titulares (poucas vezes), reservas (frequentemente) e Castilla, que é o time B dos merengues.

– Os brazucas enfrentarão a concorrência, por exemplo, de Matthijs de Ligt, zagueiro que venceu o prêmio no ano passado e, após conduzir o Ajax à semifinal da UCL como capitão, se transferiu para a Juventus, onde vem atuando com regularidade impressionante para um jogador de apenas 20 anos.

– De Ligt disputa com outros três: Kai Havertz (Bayer Leverkusen), Jadon Sancho (Borussia Dortmund) e o grande favorito do ano, João Félix (Atlético de Madrid).

– Kai, com apenas 20 anos, é tido como um dos futuros melhores jogadores do mundo por sua qualidade e velocidade de pensamento no meio-de-campo, enquanto Sancho, 19, já desperta enorme interesse de gigantes europeus pela sua habilidade e capacidade de drible pelas pontas. Ambos muito melhores que Vinicius Jr. e Rodrygo.

– João Félix, 19, é o franco favorito à conquista após guiar o Benfica ao título português, participar ativamente da conquista da Liga das Nações por Portugal (frequentemente como titular e protagonista do time de Cristiano Ronaldo) e ser contratado por 126 milhões de euros pelo Atlético de Madrid para substituir Antoine Griezman como expoente do time.

– Não é preciso falar que o portuga está ainda mais distante dos meninos brasileiros com os quais disputa a honraria. E a tendência é essa distância se tornar cada vez maior, pois nosso futebol parou no tempo e custa a evoluir.

– A prova viva são os ridículos empates da duvidosa seleção de Tite contra duas seleções pífias, em jogos que, além de tudo, o homem da prancheta conseguiu prejudicar muitos dos times que brigam pelo título nacional. O futebol brasileiro padece e a distância para os organizados europeus aumenta, dia após dia, um muito mais!

Fraternal amplexo!

Renan Binotto Zaramelo

Advogado e Jornalista