O JOGO

PD´Chumbo: Tite ganha em Paulínia e campeão sai em dezembro

Tite foi consistente no San Marino e faturou a penúltima etapa do PDC

Tite foi consistente no San Marino e faturou a penúltima etapa do PDC

Atual campeão da Copa Sópneus Goodyear de Kart Pé de Chumbo, Felipe Santo André, o Tite, reencontrou-se com a vitória e faturou a nona (e penúltima) etapa de 2017, sábado (11), no Kartódromo San Marino, em Paulínia. Neste ano, ele só havia vencido a rodada de abertura, em março, no mesmo circuito. Com o resultado, mantém as possibilidades matemáticas de brigar pelo título, porém, ciente que são bastante remotas.

A vitória de Tite em Paulínia teve sabor especial para o piloto do kart 67, pois, pela primeira vez na temporada, ele conseguiu ganhar uma das corridas da rodada dupla. E foi na bateria que abriu a programação no San Marino.  Com pista molhada, Theo Pioli Trevisani cravou o melhor tempo na tomada e largou na pole position, onde permaneceu até a quarta volta, quando foi superado por Douglas Pitoli. Terceiro no grid, Tite virava rápido e aos poucos encostou no experiente Pitoli.

Na sétima volta, Tite assumiu a liderança da prova e ali permaneceu até completar as 20 voltas em 15m53s445 (média de 74,57km/h), vantagem de 2s858 para Pitoli, que terminou em segundo, e de 3s304 para Rafael Contatto, que foi o terceiro.

Pitoli e Contatto, que são os ponteiros do campeonato, tiveram duelo particular, mas nenhum dos dois quis arriscar. Marcelo Marusso, outro que briga pelo título da temporada, ficou na sexta colocação da bateria. A melhor volta foi registrada por Marcelo Contatto, que virou em 46s149 (média de 77km/h) na penúltima passagem.

Na segunda corrida do dia, já com a pista seca e o grid de largada invertido entre os oito primeiros da prova anterior, Nino Rigue saiu na frente, mas não resistiu muito e logo na segunda volta foi ultrapassado por Marusso. Tite, que largou em oitavo, já aparecia em segundo na quinta volta e iniciou a caça a Marusso.

Na 10ª passagem, Rafael Contatto superou Tite e passou a atacar o kart 25. Marusso, no entanto, defendeu bem a posição e ganhou a corrida, fechando as 20 voltas em 15m20s997 (média de 77,24km/h), vantagem de 0s251 para Contatto e de 0s486 para Tite. Foi de Rafael Contatto a melhor passagem da bateria: 45s327 (média de 78,4km/h) na oitava volta.

Na somatória das duas corridas no San Marino, Felipe Tite ficou em primeiro lugar com 46 pontos. Rafael Contatto somou 44 pontos e garantiu a segunda colocação, enquanto Marcelo Marusso, com 42 pontos, fechou em terceiro e completou o pódio.

Na Light, quem se deu bem foi William Saura. Depois de fechar em 12º lugar na primeira corrida, o piloto do kart 13 andou forte na segunda bateria e cruzou na sexta colocação, uma das melhores performances de um piloto da categoria no ano – as duas categorias correm juntas, no entanto, com pontuação específica. Na classificação da etapa, Saura fechou a rodada com 31 pontos, seguido por Ricardo Travaglia, segundo colocado com 28, e Mayckon Mota, terceiro com 26.

CAMPEÃO DE 2017 SERÁ CONHECIDO EM NOVA ODESSA

Mantendo a tradição desde a sua criação, há 12 anos, o Campeonato de Kart Pé de Chumbo conhecerá o campeão apenas na última etapa. Desta vez, o título da Copa Sópneus Goodyear será definido no dia 9 de dezembro, no kartódromo de Nova Odessa, na rodada que fecha a temporada 2017.

Três pilotos estão envolvidos de maneira direta nesta disputa: Rafael Contatto, Douglas Pitoli e Marcelo Marusso. Deles, apenas Marusso já conquistou o título. Correndo por fora, como azarão e na dependência de uma combinação pouco provável de resultados, aparece Felipe Santo André, o Tite, atual campeão do PD´Chumbo.

Após a penúltima etapa, sábado (11), no Kartódromo San Marino, em Paulínia, Contatto manteve a liderança e conseguiu ampliar um pouco a vantagem para os rivais. Agora, ele soma 341 pontos, contra 335 de Pitoli e 331 de Marusso. A vantagem para Pitoli subiu de 1 para 6 pontos e para Marusso de 8 para 10.

Para ser campeão, Contatto não precisa sequer vencer a rodada de Nova Odessa. Basta chegar uma ou duas posições atrás de Pitoli e três ou quatro atrás de Marusso. Os adversários, por outro lado, têm que, obrigatoriamente, ficar à frente e tirar a vantagem que o piloto do kart 19 conseguiu abrir.

Já a situação de Felipe Tite é bastante complicada e somente um “milagre” lhe dará o bicampeonato. Ele precisa ganhar a etapa final e torcer para que Contatto não faça mais que 19 pontos, que Pitoli some no máximo 25 e que Marusso não ultrapasse a pontuação de 29. Detalhe: em nenhuma das etapas do ano, os três ponteiros fizeram pontos abaixo do que Tite necessita.

Na categoria Light do Pé de Chumbo, a briga pelo título envolve William Saura, Ricardo Travaglia e Candido Santos, o Garotinho. Com a vitória na etapa de Paulínia, Saura assumiu a liderança com 160 pontos, mas têm Travaglia no vácuo, apenas 1 ponto atrás. Garotinho está em terceiro com 155.

Entre Saura e Travaglia, quem chegar na frente em Nova Odessa será o campeão deste ano. Já Garotinho, que liderou a categoria durante a maior parte da temporada, precisa superar os dois concorrentes e, de quebra, conseguir uma posição para tirar a diferença dos dois ponteiros.

A temporada 2017 do Pé de Chumbo tem patrocínio da Sópneus (www.sopneus.com.br), Goodyear (www.goodyear.com.br), Paris Hidroluz e Aqualux (www.aqualuxamericana.com.br), Trevilub (www.trevilub.com.br) e Help Móvel (www.helpmovel.com).