O JOGO

Molina espera que prefeitura volte repassar verba prevista em lei

Molina

O presidente Molina fiz acreditar na coerência e bom senso

A temporada 2014/2015 começou de forma positiva para a ADCF Unimed, com a conquista dos títulos do Desafio 3×3 das Ligas de Basquete e dos Jogos Regionais da 4ª Região Esportiva do Estado. Apesar da equipe manter a trajetória vitoriosa, o presidente do clube de Americana, Ricardo Molina, mostra-se bastante preocupado com uma questão extra-quadra: há quatro meses a prefeitura de Americana não repassa a verba estabelecida na lei de incentivo fiscal.

De acordo com a lei municipal 2945, de 14 de dezembro de 1995, um percentual  do ISSQN (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza) recolhido pelas empresas aos cofres públicos é repassado às modalidades esportivas de Americana, conforme destinação prévia feita pelos próprios contribuintes. A ADCF Unimed têm empresas que destinam esse percentual ao clube, porém, já há alguns meses a prefeitura retém o valor.

“A alegria dos títulos está sendo encoberta pela preocupação. Assim como outras modalidades, o basquete feminino também está há meses sem receber o repasse do ISSQN já pagos pelas empresas. A situação, em razão disso, está à beira do insuportável”, afirmou Molina.

O presidente da ADCF Unimed ressaltou que “ainda acredito na coerência e no bom senso para que o repasse dos impostos volte a ser feito o mais breve possível para que nossa equipe possa continuar representando a cidade de Americana.”

Após o Desafio 3×3 das Ligas e dos Jogos Regionais, a ADCF Unimed, a partir de agora, intensifica a preparação para o Campeonato Paulista, que deve começar na segunda quinzena de agosto ou na primeira quinzena de setembro. Na temporada 2014/2015, a equipe terá, além do Paulista, os Jogos Abertos do Interior, Liga Nacional de Basquete (LBF) e Campeonato Sul-Americano.

Texto: Zaramelo Jr. | Zara

Foto: Arquivo | O Jogo