O JOGO

Molina cita “espelho às crianças” e diz que time não para

Molina disse que basquete feminino é espelho a mais de 1,5 mil crianças

Molina disse que basquete feminino é espelho a mais de 1,5 mil crianças

Mesmo sofrendo com a falta de repasse por parte da prefeitura de Americana da verba da lei de incentivo ao esporte, problema que atinge de maneira inédita todas as modalidades, o basquete feminino da ADCF Unimed não vai extinguir o time adulto. Presidente do clube gestor até o final deste mês, Ricardo Molina Dias não quis dar entrevista ao O Jogo sobre o assunto, mas, de maneira informal, assegurou que a equipe se manterá em atividade.

“A única coisa que posso garantir é que o time adulto, espelho para 1,5 mil crianças de 7 a 12 anos do projeto de inclusão social, vai continuar jogando”, disse Molina. Apesar da insistência do jornal, o dirigente não entrou em nenhum outro detalhe.

No entanto, O Jogo apurou que, caso não haja acordo com Americana, a equipe multicampeã pode realizar jogos em Santa Bárbara d´Oeste e Nova Odessa, cidades que fazem parte da área de atuação da cooperativa médica que é a maior patrocinadora da modalidade.

Assim como as demais modalidades de Americana, o basquete feminino da ADCF Unimed está desde abril sem receber o repasse financeiro da lei de incentivo. Há duas semanas, logo após assumir o comando da Secretaria de Esportes, Odair Dias prometeu quitar o saldo devedor, porém, ao mesmo tempo anunciou que de agosto a dezembro a aplicação da lei será suspensa. A lei existe desde dezembro de 1995 e jamais houve qualquer tipo de problema no repasse.

CAMPEONATOS

O calendário da temporada 2014/15 do basquete feminino prevê duas competições para a ADCF Unimed. A primeira delas é o Campeonato Paulista, que terá apenas quatro equipes. Além da ADCF, estão inscritos Santo André, Presidente Venceslau e Rio Claro. A disputa será em circuitos, com rodadas duplas, a partir, possivelmente, da segunda quinzena de setembro.

Em seguida, a partir de novembro, acontece a quinta edição da Liga de Basquete Feminino (LBF), esse sim um campeonato mais interessante. São 11 equipes: ADCF Unimed, São José dos Campos, Santo André, Rio Claro, Presidente Venceslau e Barretos, todos de São Paulo; Sport Recife e América, de Pernambuco; Maranhão Basquete, do Maranhão; Brasília/Vizinhança, do Distrito Federal; e Jaraguá do Sul, de Santa Catarina.

Texto: Zaramelo Jr.

Foto: O Jogo | Arquivo