O JOGO

Marina Godoy encara desafio na Serra do Rio do Rastro

Marina Godoy já iniciou os treinamentos para enfrentar 18 km de subida em agosto

Marina já iniciou os treinamentos para enfrentar 18 km de subida em agosto

Texto e fotos: Zaramelo Jr.

Apaixonada por esportes, Marina Stela Godoy vai encarar um desafio e tanto no dia 31 de agosto deste ano. A empresária de Americana foi sorteada para participar da sétima edição da Mizuno Uphill Marathon, primeira maratona de subida, na Serra do Rio do Rastro, que fica em Lauro Müller, no sul de Santa Catarina, com quase 1,5 mil metros de altitude.

O evento tem as distâncias de 25 km, 42 km e o Desafio Samurai de 67 km (para atletas que fazem os dois percursos, um pela manhã e outra à tarde). Marina vai enfrentar os 25 km, sendo que 18 km são de subida pelas 256 curvas de uma das mais belas serras do mundo. O tempo limite para conclusão é de 3h59m59s. Para cruzar a linha de chegada dentro desta marca, o corredor tem que manter pace médio de 9m36s por km.

“A Uphill é um de ritual de passagem. Os participantes entram corredores e saem de lá ninjas, verdadeiros guerreiros”, definiu Eduardo Oliveira, gerente de marketing esportivo da Mizuno, antes da corrida do ano passado.

São 1,5 mil atletas para os 25 km, sendo que em torno de 15% deste total são mulheres. Marina Godoy é uma delas. No dia 31 de agosto, a largada está marcada para as 16 horas, com chegada no Mirante de Bom Jardim da Serra.

Marina, que participa de corridas de rua e joga raquetinha, tomou conhecimento da Mizuno Uphill através do marido, o empresário Carlos Quirino Junior, que fez um passeio de moto pela Serra do Rio do Rastro.

“O Quirino ficou sabendo do evento na serra e me contou. Fui atrás para ver como participar e descobri que a prova é para um grupo limitado de 1,5 mil atletas nos 25 km e que são sorteados. Fiz a inscrição em 2017 e fiquei na lista de espera. Fiz de novo em 2018 e fui sorteada para a prova de 2019″, contou Marina.

A fase inicial de preparação está voltada a treinamentos de força

A fase inicial de preparação está voltada a treinamentos de força

“LOUCURA”

“Assisti os vídeos sobre a prova por algumas vezes e em todas a emoção veio à flor da pele. Uma sensação inexplicável. Quando falei para familiares e amigos que havia sido sorteada e que estava muito feliz, todos me chamaram de louca por querer fazer algo com tanta dificuldade”, revelou a empresária.

“Louca” ou não, o fato é que Marina Godoy está amplamente focada na prova. “Fazer a Serra do Rio do Rastro é mais do que um desafio, é mais do que ganhar a medalha no final. A prova envolve determinação, foco e, acima de tudo, cabeça para controlar o corpo durante todo o tempo de preparação e no dia da corrida”, afirmou.

Marina está consciente que o período de preparação é sacrificante. “Na prova em si, tem a adrenalina do momento, enquanto nos treinos temos a dor de cada passada, de cada exercício. A dedicação tem que ser total, abrindo mão de comer de tudo, de beber. A recompensa é o prazer de correr”, citou.

“Sei que serão 243 dias de muita dedicação. Vida social regrada, finais de semana de muito treino, dormir cedo, cansaço do corpo a cada treino”, acrescentou a empresária. “Mas é um desafio que quero muito fazer. É a questão do eu mãe, eu esposa, eu empresária, eu atleta”, finalizou.

O preparador Cido Luiz e a empresária Marina Godoy durante treinamento

O preparador Cido Luiz e a empresária Marina Godoy durante treino

DISCIPLINA

O preparador físico Aparecido Luiz (Cido) é o responsável pelo treinamento da empresária Marina Stela Godoy para a sétima edição da Mizuno Uphill Marathon, no dia 31 de agosto, na Serra do Rio do Astro, em Santa Catarina. Os dois iniciaram a preparação específica no dia 2 de janeiro.

“A Marina, embora seja uma corredora amadora, é muito disciplinada. Ela se dedica ao máximo e é muito focada quando traça um objetivo. Como a corrida é um esporte individual, essa disciplina é muito importante e ajuda no resultado final”, avaliou Cido, que também foi sorteado para disputar a corrida e estará ao lado de sua “aluna” nos 25 km da serra no sul catarinense.

Cido explicou que as primeiras semanas de treinamento estão voltadas ao trabalho de base, principalmente de força. Posteriormente, vem o período pré-específico para a prova, inclusive com a introdução de atividades com rampa parta simular subida. “Essa segunda etapa é determinante para adaptar o organismo às condições da corrida”, explicou.

Por fim, de acordo com o preparador, entra-se no trabalho específico para que o ápice físico seja atingido no dia da Mizuno Uphill. “Trata-se de uma prova muito difícil, que não tem muita exigência técnica e sim uma exigência fisiológica muito alta. O índice de desistência é grande, por isso a preparação tem que ser bem feita”, comentou.

Segundo Cido, por ser a estreia de Marina Godoy, a ideia é completar os 25 km no tempo entre 2h50 e 3 horas. “Vamos focar para conseguir essa marca. Vou ter o privilégio de correr junto com meu preparador, o que me dá mais segurança. Vou precisar do apoio de todos, meu marido, minha filha, familiares, amigos, nutricionista. Seremos todos uma grande equipe”, afirmou a empresária de 43 anos.