O JOGO

Longe desde 2010, Zé Henrique está otimista para retornar

Zé Henrique

Zé Henrique não apita um jogo profissional desde 2010

Flamengo x Atlético-PR, pelo Campeonato Brasileiro, em 20 de novembro de 2010, foi o último jogo do árbitro José Henrique de Carvalho, de Americana. De lá para cá, foram cinco procedimentos médicos – duas cirurgias, entre eles – por causa da ruptura do tendão de Aquiles. Cinco meses após a segunda operação, ele está confiante no retorno aos gramados.

“Passei por momentos críticos, difíceis, mas agora estou feliz, animado, otimista”, disse Zé Henrique, hoje aos 40 anos. Por conta própria e com autorização do coronel Marcos Marinho, presidente da comissão de arbitragem da FPF (Federação Paulista de Futebol), ele tem participado das atividades da pré-temporada dos árbitros que atuarão no Paulistão´2015.

Em fase final de recuperação com o fisioterapeuta Rafael de Barros, no Iarf (Instituto Avançado de Reabilitação Física), em Americana, Zé Henrique planeja fazer em março o teste final para retornar ao futebol profissional. “Estou me preparando para o teste. Tenho dado minhas corridinhas e preciso perder uns 5 kg para ficar no peso ideal”, salientou.

Quando afastou-se da arbitragem, Zé Henrique era aspirante à Fifa. Perdeu essa condição, mas segue no quadro da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). “Quero voltar quando estiver bem, sem dor. Assim, tenho certeza que voltarei em alto nível e conseguirei recuperar minha posição entre os melhores árbitros do país”, afirmou.

Mais importante de qual campeonato atuará, o que Zé Henrique quer é  retomar a rotina na arbitragem. “Se vou fazer A1, A2 ou A3, pouco importa. O que mais quero é voltar a apitar. E sinto que este momento está próximo”, finalizou o árbitro.

Zaramelo Jr.

O Jogo | 2015, 25 de janeiro