O JOGO

LBF define abertura para o Dia da Mulher até 2022

Ricardo Molina ocupa a presidência da Liga de Basquete Feminino

Ricardo Molina ocupa a presidência da Liga de Basquete Feminino

Como mais um passo em seu planejamento, a Liga de Basquete Feminino definiu a data de abertura da LBF Caixa 2019 e de suas edições futuras. Pelo menos até 2022, durante a gestão do presidente Ricardo Molina, o principal campeonato de basquete feminino do país começará sempre no dia 8 de março, o Dia da Mulher, tornando a data oficial para o primeiro tip-off da temporada.

“A indefinição sobre o início da temporada sempre foi um problema no planejamento, não só dos clubes, mas para todos que são envolvidos, como a torcida, imprensa e patrocinadores. Agora já temos a data para os próximos quatro anos e não poderia ser um dia tão especial”, comentou Molina.

O calendário incerto era uma das dificuldades enfrentadas pelas equipes nas gestões passadas. As datas coincidiam com o calendário europeu e as atletas brasileiras que atuavam por lá acabavam não voltando, o que esvaziava o nível técnico do nacional.

Com o novo calendário, o repatriamento de atletas de nível de seleção brasileira tornou-se mais possível, como já se viu no caso das pivos Érika e Clarissa, recém-confirmadas como reforços do Sampaio Basquete para 2019.

A mudança no calendário é parte do planejamento, um dos três pilares da gestão de Molina (os outros são transparência e contrapartida). O mês de março, inclusive, já havia sido definido como data de abertura da LBF desde abril do ano passado, quando a Liga apresentou o calendário aos clubes filiados e interessados por ocasião do Jogo das Estrelas, em Santo André.

Como resultado, o campeonato quase dobrou o número de participantes em dois anos, possibilitando também o retorno do estado do Rio de Janeiro à competição, representado em 2o19 pela Liga Super Basketball/Sodiê Doces.

Texto: Matheus Moura