O JOGO

Jair Henrique é ouro e bronze no Parapan de Lima

Jair Henrique foi campeão no arremesso de dardo nos Jogos Parapan-Americanos

Jair Henrique foi campeão no arremesso de dardo nos Jogos Parapan-Americanos

Fotos: Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) > Divulgação

Morador do bairro São Luiz e estudante de Educação Física da FAM (Faculdade de Americana), Jair Henrique Souza Porfírio conquistou duas medalhas nos Jogos Parapan-Americanos, em Lima, no Peru. O destaque foi o ouro no arremesso de dardo, que é sua especialidade, com a marca de 29m53, em prova realizada na segunda-feira (26). No sábado (24), o americanense faturou o bronze no arremesso de peso, com 7m92.

Aos 24 anos e com 1m28 de altura, Jair Henrique competiu na categoria F40/F41, destinada a atletas com nanismo. Foi sua primeira participação num Parapan. Agora, seu objetivo é chegar aos Jogos Paralímpicos de Tóquio, programados para 2020. Apesar de morar, estudar e já ter competido por Americana, o lançador há dois anos é atleta de uma equipe de Campinas, que lhe dá melhores condições financeiras e de treinamento – ele treina quatro horas por dia, de segunda a sábado.

“Meu muito obrigado a todos amigos e familiares pelo carinho, pelo apoio, pela torcida. Agora é voltar para casa e entregar as medalhas para minha família”, disse Jair Henrique, em contato com O JOGO.

CONFIANÇA

O campeão parapan-americano de lançamento de dardo comentou que “fui para Lima acreditando na conquista do ouro. Já no segundo lançamento tive certeza de ter alcançado meu objetivo. Também queria bater meu recorde pessoal das Américas (32m77), mas fica para um próximo campeonato.”

Jair Henrique revelou que a medalha de ouro em Lima foi uma recompensa “por todas as lutas que passei para estar aqui, todos os treinos e apoio do meu pai.” Para ele, a persistência e a tranquilidade foram suas principais virtudes para chegar ao topo do pódio.

O atleta de Americana admitiu que o bronze no lançamento de peso foi um resultado que o deixou surpreso. Ele não teve dúvidas em dizer para quem dedica o desempenho apresentado na capital do Peru: “Para meus pais, família, treinador, empresário e minhas avós no Céu.”

“Fiz meu serviço representando o Brasil. A partir de agora, é intensificar os treinamentos para melhorar minha marca no ranking e bater meus recordes”, finalizou Jair Henrique, que neste domingo (1) já deve estar de volta a Americana.

O atleta de Americana com a medalha de ouro conquistada em Lima

O atleta de Americana com a medalha de ouro conquistada em Lima