O JOGO

Hand feminino de Americana pode dar WO em 5 jogos

Crise financeira da prefeitura pode tirar hand feminino do Paulista

Crise financeira da prefeitura pode tirar hand feminino do Paulista

Uma das mais vitoriosas equipes do esporte de Americana, o handebol feminino pode ter que abandonar prematuramente o Campeonato Paulista da 1ª Divisão e dar WO nos cinco jogos que faltam para o final da fase de classificação.

Sem repasse da lei de incentivo por parte da prefeitura e sem o aporte financeiro da Secretaria de Esportes, há o risco do time deixar de ir à quadra para enfrentar São José dos Campos, Santos e Pinheiros, fora de casa; Piracicaba e Santo André, em casa. A multa por ausência é de R$ 2 mil por partida.

O técnico Jurandir Batista, o Didi, não foi localizado pelo O JOGO para falar sobre o assunto, mas o jornal apurou que ele pagou do bolso as taxas do jogo contra a Metodista, semana passada – algo em torno de R$ 700. Há informações que o treinador também estaria bancando o aluguel do imóvel ocupado pelas jogadoras.

Ainda segundo O JOGO apurou, Didi Batista não estaria mais disposto a arcar com as despesas do handebol feminino, já que não há nenhum tipo de garantia que será reembolsado pelo Secretaria de Esportes.

Se a equipe tiver mesmo que abandonar o campeonato, será mais um capítulo triste na história recente do esporte de Americana…

Texto: Zaramelo Jr.

Foto: Ariel Ferreira | Divulgação