O JOGO

E já é Copa do Mundo…

 

TESTEIRA_PLANETA BOLA

– Já é Copa! E como adoro esse evento global desde que me conheço por gente, vou aproveitar o momento e algo que bombou no twitter esta semana para expor a vocês quem, em minha singela e humilde opinião, foram os melhores jogadores de cada uma das Copas das quais me lembro.

– Ressalto que excluirei a Copa de 1994, por ser nascido em 1993 e não ter nenhuma recordação. Ainda, tentarei ir além do que o pessoal do twitter propunha e vou expor, além do melhor da Copa do Mundo, o melhor da seleção brasileira (quando coincidirem, colocarei o melhor estrangeiro). Bora!!

– Em 1998, para mim o craque daquela Copa foi, infelizmente, o francês Zidane, que acabou com a nossa seleção na final. O meio-campista deitou e rolou dentro de casa e foi destaque da ótima seleção francesa. No Brasil, Ronaldo vinha jogando muito, mas destaco Taffarel, que fez uma Copa de dar inveja!

– Indo para 2002, o meu destaque, sem nenhuma sombra de dúvidas, é Ronaldo, o Fenômeno. Artilheiro e implacável após uma lesão que quase acabou com sua carreira, nosso centroavante carregou a equipe rumo ao penta, com o apoio muito competente de Rivaldo, Roberto Carlos e tantos outros craques. Pelo lado dos estrangeiros, o destaque tem de ser dado para Oliver Kahn, da Alemanha, ainda mais após aquele rebote no pé do Fenômeno. Kahn nunca será esquecido!

– Em 2006, o craque da Copa foi Andrea Pirlo. O italiano acabou com a competição, ditando o ritmo da Azzurra, comandando na meia-cancha como quem joga sinuca com os pés. O melhor brasileiro, ao meu ver, foi Kaká, em uma seleção cheia de craques e extremamente bagunçada.

Iniesta - seleção da Espanha– 2010 foi, indiscutivelmente, a Copa do Mundo de “Don” Andrés Iniesta (foto), da Fúria Espanhola. A personificação do “tiki-taka” que marcou aquela geração, Iniesta, além de tudo que fez perfeitamente, marcou o gol do título e reinou soberano juntamente do fiel escudeiro Xavi Hernandéz. O destaque brasileiro, em uma boa seleção de Dunga, fica para Luis Fabiano, que fez gols a torto e direito e contribuiu muito para uma campanha digna.

– Em 2014, com todas as controvérsias que isso possa vir a gerar, Lionel Messi foi o craque. Falem o que quiser, o “Etzinho” conduziu uma seleção argentina muito fraca a uma final contra a poderosa Alemanha e quase levou o caneco no nosso Rio de Janeiro – obrigado, Alemanha!

- Pelo lado brasileiro, é fácil lembrar dos 7 a 1 e achar que não tivemos nenhum destaque, mas até a sua lesão, Neymar vinha jogando fácil como conhecemos e guiando o time de Felipão até uma semifinal. Muitos se esquecem, mas ficamos em quarto na última Copa, quase tudo graças ao craque Neymar!

– E na Rússia, quem será o craque da Copa? O meu palpite é que teremos Neymar como absoluto, e Isco será o destaque estrangeiro pela forte seleção espanhola. Mas ainda temos Cristiano Ronaldo, Messi, Harry Kane, Salah, Mané, Coutinho e tantas outras estrelas. Essa Copa vai ser demais! Aliás, só pra lembrar, JÁ É COPA!

Abraços.