O JOGO

Copa Raceman é do estreante Ênio Grechi

Grechi teve rodada perfeita em Nova Odessa e conquistou o título da Raceman

Grechi teve rodada perfeita em Nova Odessa e conquistou o título da Raceman

O estreante Ênio Grechi conquistou o título da categoria Pró (elite) da Copa Aro Raceman de Kart 2017, que teve a etapa final disputada em Nova Odessa, na manhã de sábado (16). Na Light (divisão de acesso), Ricardo Domingues (Kelé) já havia sido campeão de forma antecipada.

Para levantar a taça em sua primeira temporada na Raceman, Grechi teve que superar a concorrência de Matheus Ferreira, campeão em 2016 e que buscava o bicampeonato, e Rafa Zara, um dos pilotos mais experientes do grid.

E Grechi saiu-se muito bem. Na primeira corrida do dia, seu desempenho foi simplesmente perfeito. Foi o mais rápido na tomada oficial de tempos, largou na pole position, venceu de ponta a ponta sem dar nenhuma chance aos adversários e cravou a melhor volta.

Como Zara cruzou em segundo lugar e Matheus em terceiro, a decisão ficou mesmo para a segunda bateria. Grechi foi à pista com 1 ponto atrás de Matheus e vantagem de 7 para Zara. Logo na largada, vários karts se tocaram e muita gente rodou.

Clique aqui e veja galeria de fotos

O cenário tornou-se ideal para Matheus, que conseguiu sair ileso da confusão e ficou à frente de Grechi e Zara. Na quarta volta, porém, a direção de prova decidiu parar a corrida e fazer outra largada. Quem se deu bem foi Zara, que andou forte e conseguiu superar o ponteiro Mario Olivatto.

Grechi adotou estratégia mais cautelosa e logo pulou para o segundo lugar. Pior para Matheus, que caiu para o pelotão de trás e andou a maior parte do tempo na sétima colocação.

Zara recebeu a bandeira de vitória, mas quem festejou foi Ênio, que chegou em segundo e faturou o título. O campeão totalizou 226 pontos, contra 216 de Matheus e Zara. Nos critérios técnicos de desempate, Matheus foi vice e Zara, terceiro. O quarto colocado no geral foi Ricardo Aziz (Buga), com 161, enquanto Gustavo Valente (Gurga) completou o Top 5 da Pró com 152.

Na Light, o campeão Kelé Domingues fechou a temporada com 243 pontos. O vice-campeão, com 197 pontos, foi Márcio Bazanelli (Bazzão). Alexandre Biasi (Lok) ficou em terceiro lugar com 187, seguido por Fábio Tebet, quarto com 178, e Marcel Sega, quinto com 175. Os cinco garantiram acesso à Pró de 2018.

Por outro lado, Luccas Carratu, Gustavo Pires, Caio Ceneviva, Marcelo Assiz e Allyson Muller foram rebaixados à Light. Cada um dos campeões da Copa Raceman recebeu o prêmio de R$ 800, enquanto os segundos e terceiros colocados ficaram com R$ 100 cada um.