O JOGO

Clubes se mobilizam pelos campeonatos de base

Por Zaramelo Jr.

O Jogo | 2015, 23 de março

Panhoca e Zé Henrique durante reunião entre os clubes de Americana

Panhoca e Zé Henrique durante reunião entre os clubes de Americana

Liderados pelo Colorado, alguns clubes de futebol de Americana estão se mobilizando para a realização dos campeonatos das categorias de base da temporada 2015. O primeiro encontro neste sentido foi realizado há alguns dias. O projeto já tem o esboço da sua formatação e deve ser apresentado até o final do mês à Secretaria de Esportes. A ideia é que o poder público cuide da parte operacional, como elaboração de tabela e divulgação, através de seus profissionais concursados.

Presidente do Colorado e principal articulador do projeto, o médico Rogério Panhoca disse que os campeonatos devem ser disputados durante todo o segundo semestre, reunindo 10 clubes em quatro categorias (sub-10, 12, 14 e 16). Além do Colorado, também Unidos da Cordenonsi, Camisa 10, Guarani, Ipiranga e Jardim América II já aderiram à mobilização.

A maior queixa dos clubes, que trabalham durante todo o ano com as categorias de base, é que nas últimas temporadas os campeonatos organizados pela LAF (Liga Americanense de Futebol) tinham período de disputa muito curto, no máximo de três meses. A intenção, agora, é que as competições tenham pelo menos cinco meses.

Junto com os clubes, envolvido no projeto, está o árbitro José Henrique de Carvalho, dos quadros da FPF (Federação Paulista) e CBF (Confederação Brasileira), que vai cuidar da equipe de arbitragem e também auxiliar nas questões técnicas. Pelo esboço, a taxa de arbitragem será paga através da arrecadação pela lei de incentivo fiscal, recentemente reativada pela prefeitura. Os clubes pretendem “vender” uma cota master de patrocínio para alguma empresa interessada em ter seu nome nos campeonatos.

“Estamos conversando e definindo todos os detalhes para apresentar o projeto na Secretaria de Esportes. Todos os clubes envolvidos têm histórico de trabalho sério nas categorias de base e conseguimos também o apoio do José Henrique, que é profissional muito íntegro. O grande objetivo é proporcionar às crianças uma disputa bem organizada e com vários meses de duração”, explicou Panhoca.

Matéria foi publicada na edição 578 do O JOGO

Matéria foi publicada na edição 578 do O JOGO