O JOGO

Caos financeiro arranha a imagem do esporte de Americana

imagem negativa

ZARAMELO JR.
zaramelojr@jornalojogo.com.br

Técnicos e dirigentes pagando taxa de arbitragem do próprio bolso. Pais e atletas custeando viagens. Times ameaçados de ter que abandonar campeonatos em andamento. Salários e repasses de verba estabelecida em lei atrasados. Campeonatos municipais cancelados. Estrutura física deteriorada. Atletas de ponta deixando a cidade…

Até bem pouco tempo atrás, coisa de alguns meses, esse cenário era inimaginável para a maior potência esportiva da região. O caos financeiro da prefeitura, no entanto, arranhou de vez a imagem de Americana. E quem vive os bastidores políticos e esportivos da cidade, diz que as perspectivas não são nada otimistas a médio prazo.

O secretário Odair Dias, que assumiu o cargo há pouco mais de um mês, enfrenta o mesmo drama de seu antecessor Mario Antonucci: a falta de dinheiro para atender o mínimo das necessidades das mais diversas modalidades. Pior: recebe a promessa do Paço que haverá dinheiro, mas o que entra (quando entra…) é muito abaixo do prometido.

* Matéria completa na edição desta semana do O JOGO