O JOGO

BMX de Americana conquista título inédito do Brasileiro

Pilotos, dirigentes, pais e colaboradores do ABC com o troféu de campeão brasileiro

Pilotos, dirigentes, pais e colaboradores do ABC com o troféu de campeão brasileiro

O bicicross de Americana fez história no final de semana (6 e 7), em Paulínia, durante a realização do Campeonato Brasileiro de BMX. De forma inédita, o ABC (Americana Bicicross Clube) conquistou o título de campeão por clubes, totalizando 482 pontos. A competição na pista do Poliesportivo do Monte Alegre reuniu mais de 650 pilotos de 17 estados, além do distrito federal.

A façanha deve-se à performance em alto nível dos atletas da equipe, com destaque para Caroline Rossi Amazonas (Girls 15/16 anos), Tiago Bueno de Oliveira (Boys 10 anos) e André Gustavo Fassina (Men 25/29 anos), que foram campeões em suas categorias, colocando o ABC no topo do pódio da competição que contou pontos para os rankings internacional e olímpico, com chancela da UCI (União Ciclística Internacional).

Já Igor Gabriel do Amaral (Cruiser Boys 13/14 anos) e Júlia Lorenlay Rocha da Silva (Girls 13/14 anos) foram vice-campeões brasileiros, enquanto Toni Cezar Kummer (Cruiser Men 30/34 anos), Júlia Alves dos Santos (Elite Women) e, novamente, Igor do Amaral (Boys 14 anos) ficaram com a terceira colocação.

Os demais pilotos que pontuaram e contribuíram pela façanha inédita do ABC foram Vitor Msrorra (4º lugar na Men 17/24 anos), Samuel Oliveira (4º na Elite Men), Ubiratan Cunha (5º na Cruiser Men 40/44 anos), Gael Doná (5º na Boys 7 anos), Toni Kummer (5º na Men 30/39 anos), Guilherme Campos (6º na Boys 10 anos), Vinicius Gualtieri (6º na Boys 13 anos), Eduardo de Oliveira (6º na Men 40 anos +) e Luciano Soares (7º na MTB Open).

No total, Americana levou 26 ciclistas a Paulínia para a disputa do Brasileiro. Agora, a equipe se prepara para a sexta etapa do Campeonato Paulista, que está programada para Sorocaba, nos dias 3 e 4 de agosto.

O presidente Allan Duarte (Aladin) com os campeões Caroline Amazonas e Tiago Oliveira

O presidente Allan Duarte (Aladin) com os campeões Caroline Amazonas e Tiago Oliveira

CONSOLIDAÇÃO

Presidente do ABC (Americana Bicicross Clube), o ex-piloto Alan Jonas Duarte (Aladin) afirmou que o título por clubes do Campeonato Brasileiro de BMX consolida um trabalho de dois anos e meio. “Em janeiro de 2017, iniciamos um trabalho na formação da escolinha, na base. Neste período, houve melhora muito grande, inclusive dos talentos que já faziam parte da equipe. A conquista em Paulínia é, sem dúvida, a consolidação e a consagração de tudo o que está sendo feito”, disse o dirigente.

“O mérito é todo dos atletas, que lutaram muito em todas as baterias do Brasileiro, desde as eliminatórias até as finais. O ABC já vinha com conquistas e resultados importantes ao longo do tempo, mas esse título eleva a auto-estima de todos que estão envolvidos com o projeto, ou seja, pilotos, dirigentes, pais e voluntários”, comentou Aladin.

O dirigente do ABC salientou que “todos, indistintamente, foram muito importantes para a conquista inédita, mas faço questão de citar e destacar o André Fassina, que contribuiu demais para o ABC ser campeão. Além do título em sua categoria, ele é o técnico da nossa escolinha e realiza um trabalho extraordinário com as crianças”.

A expectativa de Aladin Duarte, com a conquista do título brasileiro, é que o ABC consiga mais patrocinadores e apoiadores. “Hoje, conseguimos desenvolver o projeto captando recursos basicamente de forma interna. Espero, agora, mostrar o profissionalismo do clube e trazer mais empresas para que possamos melhorar ainda mais a estrutura e alcançar mais conquistas”, finalizou o presidente.

André Fassina foi ressaltado pelo trabalho com a escolinha da modalidade

André Fassina foi ressaltado pelo trabalho com a escolinha da modalidade