O JOGO

Após estreia, Pedrinho Aguiar sai confiante de Curitiba

Pedrinho Aguiar a bordo da Gineta G57 (Foto: Rodrigo Ruiz > Divulgação)

Pedrinho Aguiar a bordo da Ginetta G57, em Curitiba
(Foto: Rodrigo Ruiz > Divulgação)

Embora não tenha sido o resultado esperado, o quarto lugar na categoria P1 foi considerado satisfatório pelo piloto Pedrinho Aguiar na etapa de abertura do Endurance Brasil, sábado (30), em prova de quatro horas de duração no Autódromo Internacional de Curitiba, no Paraná.

O americanense, que corre com os irmãos paranaenses Fábio e Wagner Ebrahim pelo Team Ginetta Brasil, disse que, mesmo com o resultado não ter sido aquele que a equipe planejou, está confiante para a temporada 2019. “Saio de Curitiba com mais confiança ainda”, assegurou.

Antes da prova, o trio enfrentou problemas com o protótipo Ginetta G57. “Como o carro veio da Inglaterra, o mapa de motor foi feito para gasolina de lá, sem etanol na composição. Tivemos que trazer dois engenheiros ingleses para refazer o mapa. Fora isso, o carro é ótimo e desde os testes nos surpreendeu positivamente”, explicou Pedrinho.

O trio do Team Ginetta fez o terceiro melhor tempo nos treinos classificatórios e garantiu presença na segunda fila para a largada. Fábio foi o primeiro a ir à pista. Na vez do americanense, que foi o segundo, o G57 foi atingido na traseira por outro piloto e teve a suspensão quebrada.

“Sinceramente não sei o que aconteceu. Depois da minha ultrapassagem, não sei se o cara não me viu. Sei lá. Ele acertou a traseira do nosso carro com a parte da frente do dele e tivemos que ir para o box. A equipe foi rápida e em 12 minutos nos recolou na pista, mas neste tempo perdemos 10 voltas, o que comprometeu toda a prova”, contou o piloto de Americana.

No final, o Team Ginetta Brasil fechou as 144 voltas da corrida em 4h01m06s537, nove voltas atrás da vencedora AJR, equipe formada por Tarso Marques, Vicente Orige e Carlos Kray. Na categoria P1, o trio que conta com o piloto de Americana ficou na quarta colocação.

“Claro que não foi o resultado esperado. Poderíamos ter ido bem melhor, pois fizemos um tempo forte no classificatório e estavamos bem otimistas para a corrida. De qualquer maneira, estou confiante para a sequência do campeonato. Como já disse, temos um ótimo carro e a equipe atende a tudo o que a gente precisa. Com certeza, vamos estar na briga pelo campeonato”, finalizou Pedrinho Aguiar.

A segunda etapa do Endurance Brasil está agendada para o dia 25 de maio, em Goiânia, capital de Goiás, em mais uma prova que terá duração de quatro horas. Antes disso, porém, Pedrinho volta a Curitiba, no próximo dia 27, para a segunda rodada da Porsche Carrera Cup.

CALENDÁRIO

1ª etapa – 30 de março – Curitiba-PR

2ª etapa – 25 de maio – Goiânia-GO

3ª etapa – 15 de junho – Tarumã-RS

4ª etapa – 27 de julho – Velopark-RS

5ª etapa – 7 de setembro – Mogi Guaçu-SP

6ª etapa – 12 de outubro – S. Cruz do Sul-RS

7ª etapa – 3 de novembro – a definir

8ª etapa – 21 de dezembro – Interlagos-SP